Os terceiros molares muitas vezes apresentam dificuldade na erupção que ocorre entre os 18 e 25 anos de idade. A erupção dos sisos causa, muitas vezes, uma pericoronarite. Saiba o que é e como aliviar os sintomas:

    A pericoronarite é uma infecção dos tecidos moles que rodeiam a coroa de um dente parcialmente erupcionado. Normalmente, esta situação acontece com os dentes do siso. A infecção ocorre porque as bactérias da placa bacteriana e restos de comida se acumulam entre a gengiva que cobre o dente parcialmente erupcionado.

 

    A pericoronarite, que ocorre nos tecidos moles à volta da coroa de dentes parcialmente inclusos, aparecendo com freqüência nos terceiros molares inferiores. A pericoronarite pode surgir a partir de pequenos traumas ocasionados pelo terceiro molar superior sobre a mucosa da superfície oclusal que recobre o terceiro inferior parcialmente inclusos (opérculo), deixando-a edemaciada, e conforme ocorre o trauma mais edemaciado ela se torna e mais facilmente ela é traumatizada. Esse ciclo só é interrompido com a remoção do terceiro molar superior. A outra causa de pericoronarite é a retenção de alimentos em uma bolsa entre o opérculo e o dente parcialmente incluso. Como essa bolsa é de difícil higienização, ela é invadida por bactérias, iniciando a pericoronarite.

    A pericoronarite causa dor e inchaço local nos casos mais suaves, podendo ser tratada com soluções irrigantes como a água oxigenada ou clorexidina e analgésicos para diminuir a dor na região. No entanto nos casos mais graves pode causar intensa dor refletida para o ouvido e cabeça, dificuldade para deglutir, aumento do volume da face, mal-estar, febre, trismo (dificuldade de abrir a boca), havendo necessidade de antioticoterapia e, às vezes, até de hospitalização dependendo da gravidade.

    Outro risco que se tem com a manutenção de um dente incluso, é que em alguns casos o dente incluso pode causar pressão suficiente sobre a raiz do dente adjacente para causar reabsorção.

 

    Surge um edema inflamatório (inchaço), muitas vezes agravado por um trauma causado pelos dentes opostos. Se a situação não se controlar, o rosto pode inchar, há dor, dormência da zona e um mau hálito persistente causado pelo pus libertado.

   Em algumas situações mais graves, os nódulos linfáticos adjacentes podem aumentar de tamanho e a abertura da boca ficar comprometida.

    O que devemos fazer se a periocoronarite estiver bem localizada, são os bochechos com água salgada e ou clorexidina. Esta pode ser aplicada localmente através de um contonete embebido no líquido. Este procedimento resolve a maioria dos casos.

   Nas situações mais graves, o recurso à medicação é a solução. Deve consultar o seu dentista o mais cedo possível, de forma a iniciar logo a terapêutica aconselhada.

    Por vezes é necessário remover a gengiva que está a mais, permitindo assim uma melhor higiene oral e possibilitando a erupção do siso.

Nos casos mais problemáticos, a extracção do siso é a única solução.

Tags: ,



Outros artigos relacionados ao tema

12 comentários para “Pericoronarite”
  1. Muitissimo obrigada, a leitura do artigo me acalmou bastante. Ja fui a 1 otorrino e dois dentistas e ninguem me diagnosticou nada. SOmente me passaram Oncion oral paras aftas e Velmax,q nao estao send suficientes. A agua com sal, melhorou bastante e amanha mesmo irei procurar um cirurgiao dentista para ver a necessidade da extração. Minha gengiva chega esta ja se separando do dente, estava apavorada e e o inchaço da gengiva em outros dentes tb… Mas agora ja entendi um pouco…

    Resposta
    Nivea,
    Obrigada pela visita. De fato a pericoronarite causa muito desconforto, a extração do dente incluso ou semi-incluso resolve definitivamente o problema.
    Dra. Socorro Azevedo

  2. Josué Bortolás Goulart diz:

    Olá! Adorei o artigo, está claro e muito bem escrito. Sou academico, e estou fazendo meu TCC sobre “protocolos de atendimento a gestantes”. Gostaria de saber, se existe alguma restriçao ao tramento da pericoronarite durante o periodo gestacional? Na minha opiniao nao, porem, gostaria muito de saber se vc concorda, ou se realmente pode existir alguma restriçao ou mudança na conduta terapeutica a ser tomada… Desde ja agradeço. ABRAÇO.

  3. Tony Gomes de Almeida diz:

    Boa noite, muito obrigadu pelo artigo, vou fazer a água salgada, hoje, espero que amanhã melhore, mas isso incomoda demais, vou me consultar com um cirurgião, só pra saber o que tenho que fazer , pr enquanto vou ficar na água com sal.

    Mas isso demora para curar?

    Grato……….Tony Gomes!

  4. Go Telmastei mto do seu artigo de mta relevância, estou orientando monografia sobre pericoronarite, gostaria de poder contar com sua ajuda, em artigos, desde já fico-lhe grata telma

  5. Excelente artigo…passei por essa situação desagradável e quando descobri que era pericoronarite tirei o ciso, até porque nem caberia na minha boca e entortaria o restante de meus dentes!

    Abraço,

    Bruno Bracale

  6. otimo artigo, gostaria de saber se esse problema tb é causado nos dentes da frente (estou aparentemente com isso ai mas nos da frente) a agua é com sal de cozinha? apenas isso resolve???

  7. Gostaria de saber se o uso de antiinflamatório no caso da pericoronarite leve a moderada ajuda no combate a dor. obrigada

  8. Tatiele Mercês diz:

    Olá, boa noite!

    Adorei o artigo, me de certa forma me traquilisou. Meu marido esta com esses sintomas, o eosto esta inchado. Dei a ele agua com sal pra bocejar e ja melhorou basdtante. Muito obrigada!
    Uma duvida, demora para curar?
    Requer repouso?

    Tati Merces

  9. Não se preocupe, no máximo em 8 meses a membrana terá reduzido cerca de 75%, e você sentirá, menos da metade da dor, sugiro banhos de mar, já que lá a água já vem com sal.

  10. Em casos de pericoronarite crônica (inflamação avançada), pode estar sendo utilizado ANAPION como forma de controle da infecçao pericoronária. Muito simples de usar, coloque o medicamente em um cotonete, e passe entre o dente e a gengiva, de modo q a propria pessoa sinta que o medicamento fez efeito, no começo ficara um pouco dolorido, e ocorrera um sangramente, mas isto e a desinflamacao, depois o incomodo sumira. Isto e recomendado pra pessoas que nao tem tempo de fazer uma exodontia imediata do dente, entao isto serve como um alivio da dor e da desinflamacao. Apos isto seguir com orientacoes de higiene, fazendo sempre buchecho com algum enxaguante bucal com clorexidine e uma adequada escovacao.
    Duvidas ou outras explanacoes a qual serei util. entre em contato pelo email, jjabugattas@gmail.com

  11. Boa tarde! Parabéns pelos atigos são muito esclarecedor, estou com um problema tenho um de nte na parte da frente superior que tem um pivô e a minha boca por dentro próximo ao nariz começou a inchar o que pode ser? Obrigada! Patricia.

  12. Camila Drosde diz:

    Boa noite, é muito bom o artigo, fiquei aliviada por saber que o tratamento é bem simples……gostaria de saber se antes de um dente siso terminar de nascer o outro dente siso já poderá estar nascendo?

Gostou do artigo? Tem alguma dúvida? Deixe um comentário!

Você deve estar logado para publicar comentário Entrar »