O cálculo dental é uma placa mineralizada que se deposita nas superfícies dos dentes naturais e artificiais, cuja ação deletéria é exercida através de um mecanismo bacteriano, embora possa exercer alguns efeitos mecânicos. Portanto, o cálculo é redutor de bactérias, as quais se alojam vivas na superfície irregular. Os principais agressores dos dentes e das gengivas é a placa bacteriana, que é uma massa pegajosa constituída de bactérias e com o tempo poderá agredir as gengivas e acabar causando a perda dos dentes.

Para descobrir as placas usamos um produto chamado revelador de placa. Quando aplicado, as placas ficam manchadas e podemos fazer uma escovação correta.

As doenças mais comuns na nossa boca são: A cárie dental e doenças das gengivas.

    O cálculo dental  também é chamado de “tártaro” , é um fator intimamente associado à doença periodontal,pois os  estudos epidemiológicos têm indicado uma relação positiva entre ambos. Entretanto, esta relação é devida essencialmente à irritação bacteriana da placa.

Na verdade, a placa bacteriana e a inflamação precedem a inflamação do cálculo, indicando que o mesmo  não é um fator primário na etiopatogenia da doença periodontal nem provavelmente inicia a formação de bolhas.

TIPOS

Há dois tipos de cálculo: o supragengival e o subgengival.

CÁLCULO SUPRAGENGIVAL (salivar)- está localizado acima da borda gengival, exposto ao exame visual. É quebradiço, de coloração branca ou amarela, deposita-se rapidamente, mas é facilmente destacável. É mais freqüente nas superfícies dentais próximas aos condutos das glândulas salivares,isto é, nas superfícies vestibulares dos molares superiores( canal de Stenson  da parótida) e superfícies linguais dos incisivos inferiores (canal de Wharton). A maior concentração de tártaro ocorre na região mandibular  anterior.

Este tipo de cálculo é pouco freqüente em criança até os nove anos de idade, aumentando sua deposição entre os nove e quatorze anos, mais é observado a partir dos quatro anos.

CÁLCULO SUBGENGIVAL- localiza-se abaixo da margem gengival, o que o torna invisível ao exame bucal. Algumas vezes pode ser visualizado por transparência  nos tecidos gengivais, conferindo a gengiva uma tonalidade escurecida.

     O cálculo subgengival é de consistência mais firme que o cálculo supragengival, densamente aderida à superfície dental, de colorarão preta, marrom ou verde.
        
COMPOSIÇÃO

    Os cálculos supra e subgengivais têm composição similar do ponto de vista histológico, químico e biológico, com diferença superficial.

    O cálculo é composto por uma matriz orgânica e um componente inorgânico.

    A matriz orgânica é formada por mucopolissacarídio, células epiteliais, leucócitos e microrganismos. O cálculo consiste essencialmente de: fosfato de cálcio, carbonato de cálcio, fosfato de magnésio e outros sais e água.

A formação do cálculo se processa em duais etapas:

a) organização da matriz orgânica.
b) deposição dos componentes inorgânicos.

Tags: , ,



Outros artigos relacionados ao tema

8 comentários para “Tártaro ou cálculo dental”
  1. gostei muito do artigo…foi em boa hora que achei ele pesquisando…pois me encontro com uma lesão dessas em minha gengiva e poderei tratá-la corretamente por causa desse artigo que lí..obrigado pelas informação que precisava…

    abraços

  2. Gostaria de saber qual o processo quimico que ocorre quando o revelador de placa fixa sobre a placa bacteriana? Tenho que apresentar um trabalho sobre esse assunto e não consigo encontar resposta. Obrigada

  3. gostaria de saber se tem tratamento para essa doença!e se tem curaaa!

  4. marilucia luiz diz:

    Bom dia, minha duvida é a seguinte como evitar o tartaro, meu marido tem peridontite, caiu dentes, tirou outros e por fim teve que colocar protse, só que agora eu vi que a protse está cheia de tartaro, ele usa uma boa higiene. porque cria tanto tartaro?

  5. eu amei esses publicamentos sobre o tartaro

    eu estudei na minha feira de ciencias.

    amei xau

  6. o excesso de cálcio no orgnismo pode causar o tártaro?

  7. Andréa Fidélis diz:

    Boa Noite

    Estou com um problema na minha gengiva. Antes pensei que fosse o dente, fui ao meu dentista, tirei radiografia
    e ele me disse que meu dente não tem nada o problema é na gengiva ele disse que estou com uma bolsa muito grande e me indicou um dentista de gengiva consegui marcar só para o dia 12 de janeiro, estou sentindo muita dor o meu dentista passou antibióticos e um remédio para dor mais continua doendo a minha vontade é arrancar o dente de tanto nervoso que me dar,quando passo fio dental doi mais ainda. tem alguma coisa que posso fazer para aliviar a dor até chegar dia 12.
    Obrigada
    Andréa

  8. HELOISA AP. CERON diz:

    Gostei muito do artigo,pois ele me esclareceu minhas duvidas.

Gostou do artigo? Tem alguma dúvida? Deixe um comentário!

Você deve estar logado para publicar comentário Entrar »