Odontodicas Porque a saúde começa pela boca…

30 de agosto de 2008

Cárie dentária: conheça e previna-se

Filed under: Geral — Tags:, , — Dra. Socorro Azevedo @ 12:51

A cárie dentária é a destruição dos tecidos duros dos dentes causada pelas bactérias da boca e é formada quando não é feita uma boa higiene bucal. Os restos de alimentos se aderem às superfícies dos dentes formando a placa que se aproveita do açúcar que comemos. Eles produzem um ácido que vai dissolver o esmalte do dente, chegando a sua desnutrição. Para saber mais sobre o seu processo de formação leia o artigo “Processo de formação da cárie dentária” que publiquei recentemente no site.

    A cárie dentária é uma doença dentre as mais comuns que afetam os seres humanos. Esta doença se manifesta como uma degradação localizada dos tecidos duros do dente. As lesões carióticas representam o resultado da dissolução mineral dos tecidos duros do dente, pelos produtos metabólicos finais de natureza ácida, resultante de ação de bactérias capazes da fermentação de carboidratos, basicamente açúcares.

    O tratamento da cárie dentária consiste na sua remoção mecânica, pelo preparo cavitário, e posteriormente restauração do elemento dentário. Entretanto, a cárie pode afetar a polpa antes que o tratamento tenha sido iniciado. A extensão da injúria pulpar causada pela cárie é o primeiro fator a ser considerado no tratamento da mesma. (more…)

29 de agosto de 2008

Doenças passíveis de transmissão durante o tratamento odontológico

Filed under: Geral — Tags:, — Dra. Socorro Azevedo @ 12:19

No exercício da profissão odontológica, uma série de doenças infecciosas pode ser transmitida para pacientes e profissionais.Sendo assim, a equipe tem por obrigação realizar uma prática clínica segura, adotando os preceitos atuais de controle de infecção.

    A transmissão de microrganismos pode se dar por diferentes vias: contato direto com lesões infecciosas ou com sangue e saliva contaminados; contato indireto, mediante transferência de microrganismos presentes em um objeto contaminado; respingos de sangue, saliva ou líquido de origem nasofaríngea,diretamente em feridas de pele e mucosa; e aerolização, ou seja, transferência  de microrganismos por aerossóis.

    Para  que haja transmissão de microrganismos, alguns aspectos são de vital importância: a virulência e a quantidade  do agente; o estado imunológico do hospedeiro; e a susceptibilidade do local (solução de continuidade em pele e mucosas). (more…)

28 de agosto de 2008

Efélides (sardas)

Filed under: Geral — Tags:, — Dra. Socorro Azevedo @ 12:01

As sardas, ou efélides, são pequenas manchas, de menos de 5mm de diâmetro, comuns, de cor castanho-amarelada ou castanha. Na pele, aparecem durante a infância e são encontradas nas áreas da pele mais expostas ao sol. Essas lesões escurecem com a exposição à luz ultravioleta, e tornam-se mais claras nos períodos de não-exposição.

   Quando as sardas, assim como manchas pigmentadas maiores, podem ser denominadas manchas melanóticas, são observadas em excesso e em distribuição bucal e peribucal, devem ser consideradas a síndrome de Peutz-Jeghers e a doença de Addison. (more…)

27 de agosto de 2008

Tratamento de abscessos

Filed under: Lesões Bucais — Tags:, , — Dra. Socorro Azevedo @ 19:41

Um abscesso é uma acumulação de pus num tecido localizado, formando uma cavidade delimitada por uma membrana de tecido inflamatório cuja parede interior exsuda o líquido purulento que a enche, em virtude da desintegração e necrose do tecido original.

    Pode ser causado por vários micro-organismos patogênicos e algumas substâncias químicas. Os sintomas dependem do tecido ou órgão afetado. Ao nível da pele, por exemplo, os doentes apresentam sempre inflamação local com dor, inchaço, calor e vermelhidão, por vezes com drenagem espontânea de pus e febre.

    O único tratamento eficaz de abscessos ainda é a incisão e a drenagem, a despeito da influência que as medicações modernas tiveram sobre o tratamento das infecções. Os micro-organismos no abscesso não são acessíveis aos antibióticos e uma tratamento com estes compostos pode dar somente uma falsa segurança e anuviar a verdadeira natureza da infecção. (more…)

25 de agosto de 2008

Iniciando a criança no tratamento dentário

Filed under: Geral — Tags:, , — Dra. Socorro Azevedo @ 12:00

A doutrina para o tratamento odontológico consiste basicamente em ensinar a criança a conhecer uma nova situação e a seguir as instruções do pessoal da clínica, O processo torna-se, em geral, fácil se o dentista permitir que a criança examine à vontade o consultório e o ambiente, enquanto procura fazê-la entender a necessidade do tratamento e a importância da ocasião. O dentista e o seu pessoal devem lembrar que a criança, particularmente na sua primeira consulta, não tem a menor consciência do fato de que um dente dolorido e uma infecção consiste uma ameaça ao seu bem estar. Ela tenderá mais a considerar que o dentista e seus assistentes são o verdadeiro perigo. Se todos lembrarem deste fato, será mais fácil entender a reação da criança normal dentro do consultório.
 
 O primeiro objetivo para ter sucesso com a criança é estabelecer uma comunicação mútua e fazê-la ver que o dentista e os assistentes são seus amigos e estão interessados em ajudá-la. Para tanto é necessário conscientizá-la da importância da consulta e dos seus vários procedimentos. (more…)

24 de agosto de 2008

Osteoporose: conheça e previna-se

Filed under: Geral — Tags:, , , — Dra. Socorro Azevedo @ 20:06

A osteoporose é uma doença complexa cujas causas não são totalmente conhecidas. É caracterizada pela diminuição substancial de massa óssea e desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, e consequentemente, mais sujeitos a fraturas.

É uma doença que leva ao enfraquecimento dos ossos, tornando-os vulneráveis aos pequenos traumas. A osteoporose é uma doença progressiva, lenta e assintomática o que contribui para que não seja diagnosticada até que ocorram as fraturas, principalmente nos ossos do punho, quadril e coluna vertebral.

Locais frequentes de fraturas ósseas

  1. Coluna vertebral – Pessoas idosas podem fraturar as vértebras da coluna com freqüência. A chamada corcunda de viúva é uma deformação comum e pode até levar à diminuição de tamanho do doente.
    É muito importante saber que a maioria das fraturas que ocorrem na coluna se situam na região torácica e não na região lombar como tem sido descrito pela maioria dos reumatologistas e ortopedistas. Vários pesquisadores americanos, entre eles Bonnick (1989) já tinham constatado esse fato. Após revisão dos trabalhos publicados nos últimos 15 anos, o Serviço Preventivo da Força Tarefa Americana a partir de 2002 passou a orientar a densitometria da coluna lombar apenas para as pacientes acima de 65 anos se não possuirem antecedente de fratura na família. Também informa que esse exame pode apresentar baixa reprodutibilidade (59,0%) em seus resultados quando são realizados anualmente. Por essa razão, recomendam que o exame não deve ser repetido na coluna lombar com intervalo menor do que 3 anos.
  2. Punho – Por ser um ponto de apoio, é uma área na qual as fraturas acontecem normalmente. Os ossos sensíveis têm pouca estrutura para sustentar o peso do corpo quando cai.
  3. Quadril – As fraturas de bacia são difíceis de cicatrizar e podem levar à invalidez. Estudos mostram que em torno de 50% dos que fraturam o quadril não conseguem mais andar sozinhos.
  4. Fêmur – Também muito comum entre os que desenvolvem a doença. É freqüente tanto em homens quanto em mulheres, principalmente depois dos 65 anos. A recuperação costuma ser lenta.

    O osso é um tecido vivo e que, ao longo da vida humana, apresenta-se em constante renovação. O processo de destruição e reconstrução, chamado de remodelação óssea, se mantém de acordo com o equilíbrio de cálcio no organismo. Aos 35 anos, a massa óssea do ser humano atinge o seu pico, começando então, a decrescer em virtude do declínio no processo de reconstituição. A perda lenta e gradual de massa óssea, ou osteopenia, é considerada normal em ambos os sexos. O fato preocupante para (more…)

22 de agosto de 2008

Pericoronarite

Filed under: Geral — Tags:, — Dra. Socorro Azevedo @ 12:00

Os terceiros molares muitas vezes apresentam dificuldade na erupção que ocorre entre os 18 e 25 anos de idade. A erupção dos sisos causa, muitas vezes, uma pericoronarite. Saiba o que é e como aliviar os sintomas:

    A pericoronarite é uma infecção dos tecidos moles que rodeiam a coroa de um dente parcialmente erupcionado. Normalmente, esta situação acontece com os dentes do siso. A infecção ocorre porque as bactérias da placa bacteriana e restos de comida se acumulam entre a gengiva que cobre o dente parcialmente erupcionado. (more…)

21 de agosto de 2008

Periodontite marginal

Filed under: Geral — Tags:, , — Dra. Socorro Azevedo @ 21:01

A periodontite marginal é um processo inflamatório crônico dos tecidos de proteção e sustentação dos dentes. É a forma mais comum de doenças periodontal das doenças dos adultos no mundo e a causa mais comum da mortalidade dental para os grupos etários acima dos 35-40 anos.

    O curso natural da gengivite, na sua evolução para os tecidos profundos, depende da resistência do indivíduo frente ao processo inflamatório. As diferenças entre a gengivite e a periodontite são mais de natureza quantitativa do que qualitativa.

    Portanto, a periodontite é um processo inflamatório que se inicia com irritação gengival, o qual invade os elementos estruturais da região da região cervical do dente, destruindo as barreiras de defesa do periodonto, dando lugar à formação de bolsas e a destruição óssea. A continuidade do processo, entregue ao seu próprio curso, gera danos tissulares progressivamente, com reflexo na estabilidade do dente, exteriorizando-se na migração, mobilidade e perda de função do dente. (more…)

20 de agosto de 2008

Alimentação saudável: veja algumas dicas importantes

Filed under: Geral — Tags: — Dra. Socorro Azevedo @ 15:15

O óleo essência da canela é cheio de componentes que estimulam a produção do suco gástrico, o que facilita a digestão. 
 
Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, provaram que alimentos com soja diminuem o risco de doenças coronárias. Pois reduzem os níveis de colesterol ruim. 
 
O agrião é capaz de diluir o muco que se acumula nas vias aéreas durante a infecção respiratória. 
 
A carne de galinha, quando cozida, libera um aminoácido chamado cisteína. Esse composto age descongestionando os pulmões. 
 
A maneira mais saudável de comer alho é também a menos agradável para alguns: Ele deve ser ingerido cru ou em forma de óleo encapsulado. (more…)

Disceratose intra-benigna hereditária

Filed under: Geral — Tags: — Dra. Socorro Azevedo @ 15:05

Etiologia
 
A disceratose intra-epitelial benigna hereditária é uma condição hereditária rara, autossômica dominante de alta penetrância. Foi observada em um grupo trirracial segregado, formado por brancos, índios e negros no Condado de Halifax, na Carolina do Norte. O grupo inicial era de 75 pacientes era oriundo de uma única ancestral feminina que vivera cerca de 130 anos antes.
 
Características clínicas
 
    A disceratose intra-epitelial hereditária é, na realidade, uma síndrome que inclui o aparecimento precoce (geralmente no primeiro ano de vida) de um conjuntivite bulbar e lesões bucais. Sobrepostas à conjuntivite bulbar encontram-se placas gelatinosas espumosas, em forma triangular ou de V, com a base ao longo do limbo, estendendo-se em sentido medial e temporal. (more…)

Older Posts »

Powered by WordPress